domingo, 29 de março de 2009

IV Torneio Aberto do clube Monte Líbano

Olá amigos,


Voltando aos tradicionais clubes que organizam anualmente em SP grandes torneios como FPX, Borba Gato, Paulistano, CDR São José, Sírio, Xadrez de Rua, Macabi e agora novamente ao Clube Monte Líbano (ver pequeno comentário de 2006).

Possível retificação


Quero abrir uma aspa antes de iniciar a jornada no torneio, fui “confrontado” pelo amigo e clássico em torneios, Albano Agostinho, que segundo ele o nosso placar estaria tecnicamente empatado e o mesmo se “ofendeu” por ter dito que estava superior na contagem. Vejamos abaixo o meu retrospecto:

1. Torneio aberto Esporte Clube Sírio - 18/04/2006 (Clique aqui) – Vitoria
2. Torneio mensal do SESC Interlagos - 29/06/2008 (
Clique aqui) – Vitoria
3. Torneio zumbi dos palmares GXBG - 20/11/2008 (
Clique aqui) - Derrota
4. Torneio II aberto do Clube Macabi - 15/03/2009 (
Clique aqui) - Empate

Placar final: Reinier 2,5 a 1,5 Albano.

Obs.: Segundo o Albano, eu estaria esquecendo a derrota do SESC Interlagos, sempre costumo publicar no blog, mas posso ter deixado algum de lado, devido cair no esquecimento na atualização. Fica o compromisso do blog de sempre falar a verdade e nada mais que a verdade quanto aos fatos ocorridos nos torneios. Albano meu amigo, se achar a classificação geral do SESC (pode ver com o AI Estevão), publicarei a devida retificação publicamente.

Dados do torneio


Local: Clube Monte Líbano
Data: 29.11.2009
Horário: 15:00
Ritmo: 20min
Rodadas: 6
Participantes: 75
Arbitragem: Vagner de Almeida
Direção: Miguel Bucalem

O torneio


Na 1º rodada, enfrentei o amigo, Jefferson Correia (1800/48º). Não sei se podem ver como estamos ensopados, pois naquela tarde de sábado deu uma baita chuva e como viemos juntos para o torneio, chegamos atrasados com o emparceiramento lançado, acabamos sendo jogado um contra o outro. Para ajudar o nosso amigo e iniciante ainda na modalidade (apenas 1 ano), cedi às brancas e começamos a jogar, mas logo na abertura acabou levando um tático furado meu e perdeu uma peça limpinha. Daí pra frente foi só levar e trocar as peças ate o final, assim acabei vencendo a partida.


Na 2º rodada, enfrentei o famoso jogador, Giuseppe Caporale (1832/23º). Ao lado do meu antigo e dirigente do clube Sírio, Rodolpho Fares, novamente jogava contra o Caporale (tinha vencido não sei onde) e ele estava no ritmo de torneios nacionais e internacionais (todo ano passa uma temporada na sua terra natal, Itália). Partida difícil, mas fiquei superior com 2 peões passados no meio de jogo, sendo segurado por 2 torres e 1 bispo. Mas num descuido do italiano, acabei ganhando o bispo e ficou difícil segurar os benditos peões.


Na 3º rodada, enfrentei o também clássico, Alessandro Bezerra (1924/5º). Agora na 1º fileira de mesas do torneio (é difícil chegar lá, hein!), jogava novamente de brancas desenvolvi bem as peças e na abertura enfim não estava perdido. No meio de jogo, num descuido do Bezerra, acabou levando uma seqüência de trocas, onde ficou com 2 peões praticamente perdidos. Mas como sempre acabou cometendo algo erro no final por querer logo arrematar a partida, ofereci empate ao amigo (o Marco Guilherme (Bob) ficou pasmo!) e é claro que o Bezerra aceitou e ainda agradeceu. Fiz a mesma coisa com ele com o Saito (
ver crônica) para adquirir respeito nas partidas. No placar entre nós ficou 2 a 1 para ele, sendo 2 empates.


Na 4º rodada, enfrentei o AI, Edmundo Aoyama (1915/15º). Ainda no 1º “pelotão” de jogadores, detalhe que houve erro no emparceiramento e o meu adversário anterior seria o Saitão (Vinicius Saito), acabei trocando seis por meia dúzia como disse o Saito. Agora jogando de pretas (a foto acima não é da nossa partida), acabei levando sacrifício no 10º ao 15º lance (não lembro muito), só sei que fiquei “agonizando” até o 30º e poucos lances quando levei novamente um sacrifício fatal e perdi a partida. Mérito para o AI que como arbitro é um bom jogador.


Na 5º rodada, enfrentei Vagner Chaves (1800/26º). Jogando agora de pretas, já estava esperançoso em fazer 3,5/5, pois estava fazendo um bom torneio afinal. Agora fora do 1º “pelotão”, fui para cima do então desconhecido jogador pelos dados do blog moglichess e fiquei bem superior na abertura com 1 peão a mais e par de bispos, mas num erro amador, acabei me descuidando e levando um xeque que ganhara o meu amado bispinho. Daí pra frente só empurrei as peças e acabei perdendo. Como disse o nosso amigo Chaves, “Aconteci com todo mundo”, acho que me consolou isso.


Na ultima rodada, enfrentei o Washington Lincoln (1800/45º). Logo quando vi o emparceiramento e que ia enfrentar o campeão da 1º etapa do Memorial Julio Guerra (GXBG), já pensei “Puts, vai acontecer à mesma coisa como no Macabi, onde peguei o Eduardo Marques na ultima rodada e perdi ficando com 2,5/6”. Jogando de brancas (a foto acima não é da nossa partida), fui para cima e fiz logo um sacrifício de cavalo que depois vi que era altamente furado, ainda bem que o Lincoln não viu e podemos continuar a nossa partida. Depois melhorou o nível da partida e ficamos o tempo todo jogando uma partida estratégica com materiais iguais. Estávamos jogando um final de bispos e cavalos, bispos para Lincoln que estava apurado e num descuido devido ao tempo, acabou perdendo a peça numa captura do cavalo e depois a seta do relógio caiu.

Em resumo

Fiz 3,5/6 e fiquei em 25º/75º. Enfrentei jogadores com média de 1845 (detalhes que 3 deles, eram sem rating, logo começaram com 1800, escondendo ainda suas verdadeiras forças no xadrez). Joguei 3 de pretas (sendo 2 derrotas e 1 vitória) e 3 de brancas (sendo 2 vitórias e 1 empate).

Destaque


1. Para Árbitro e dirigente do GXBG Sérgio Melo, que fez 4/6 e ficou em 21º, mas o detalhe que terminou invicto o torneio com 4 empates.


2. Para o amigo e amante de balada, Marcos Jorge Guilherme Monteiro (podem chamá-lo com 4 nomes, rsr) vulgo conhecido como Robert James Fischer (Bob) que ficou em 6º lugar com 5/6, invicto e levando a graninha da balada no Happy News.

Classificação Geral >
Clique aqui >

quinta-feira, 26 de março de 2009

46º Torneio Memorial JG – GXBG

Olá, amigos

Também voltando às dependências de outro tradicional evento que já participo desde 2006, desta vez na 2º etapa do Memorial Júlio Guerra, promovido e organizado pelo clube de xadrez Borba Gato (GXBG).

Dados do torneio


Local: Casa Amarela (S. Amaro)
Data: 22/03/09
Horário: 14:30
Ritmo: 20min
Rodadas: 5
Participantes: 17

Árbitro e organizador: Sérgio Melo

Historia do memorial

Júlio Guerra, artista plástico nascido no bairro de Santo Amaro no ano de 1912 e falecido em 2001, estudou na Faculdade de Belas Artes de São Paulo.

Autor de obras monumentais e controversas das Avenidas Santo Amaro e Adolfo Pinheiro (Estátua do bandeirante Borba Gato e Mural do Teatro Paulo Eiró), além da Mãe Preta, que fica no Largo do Paissandu, Julio Guerra nunca deixou de retratar e homenagear Santo Amaro em esculturas e pinturas.


Leia mais:

"Guerra no nome, guerreiro na vida".
"O Centro das Tradições de Santo Amaro inaugurou o Espaço Júlio Guerra"

* Texto retirado do folder do GXBG.

Xadrez Solidário


Além de ser um bom espaço para jogadores amadores e iniciantes, o torneio JG tem como principal objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis para a instituição Casa do Menor Santo Amaro (Link da instituição
clique aqui).

Retrospectiva – Mogli no JG

Desde 2006, participo dos eventos promovidos pelo GXBG dirigido pelo experiente árbitro e organizador de torneios, Sérgio Melo. Abaixo um resumo dos meus desempenhos nas etapas:

** 2006

- 2º etapa - 3,5/6 – Grupo A - 19º lugar
- 3º etapa – 2,5/6 – Grupo A – 21º lugar

** 2007

- Não participei.

** 2008

- 1º etapa – 6/6 – Grupo B – Campeão
- 4º etapa – 4,5/6 – Grupo A – 4º lugar
- 5º etapa – 4/5 – Grupo A – 2º lugar
- 8º etapa – 4/6 – Grupo A – 5º lugar
- 9º etapa – 4/5 – Grupo A – 3º lugar
- Final – 5/5 – Grupo B – Campeão

Como viram fui melhorando a cada etapa e terminei 2008 com rating de 1910 e olha que isso é bom no Borba Gato. Detalhe, no inicio cheguei a despencar para 1800 ao final 2007 e no 2008 fiquei com 2 troféus de 1º lugar, 1 de 2º lugar, 1 de 3º lugar e ainda fui campeão absoluto do grupo B na final do circuito.

O torneio

Na 1º rodada, enfrentei o Simanis Novicks. O Prof. Simanis, pois ele dá aulas de abertura no Borba Gato, como sempre fujo da sua teoria na abertura e faço o possível para entrar no tático, onde tenho êxito e acabo vencendo no tempo ou no jogo do pobre Simanis. Desta vez fui obrigado a jogar uma partida bem posicional e o venci no final de partida com promoção de peão. Apesar de ter perdido para mim, Simanis fez um ótimo torneio terminando em 4º lugar na classificação geral e foi o campeão B (melhor sub1850).


Na 2º rodada, enfrentei Gabriel Pereira. Gabriel recentemente teve uma grande conquista ao ganhar no interclube Grupo C como melhor 1º tabuleiro. Nos confrontos diretos, devo ter 5 a 1 em torneios jogados no Borba gato, SESC Interlagos e uma partida na Franco Montoro 2008. Mas sempre é uma partida difícil, novamente tive que jogar muito seguro e posicional, ganhando a partida devido a peão no meio de jogo. Gabriel acabou desanimando (como podem ver na foto acima) e levou uma medalhinha de destaque infanto-juvenil com 2/5.


Na 3º rodada, o confronto inevitável dos invictos e tops do torneio, Tales (1964) VS Reinier (1910). A partida não poderia ser mais difícil e dura, fiquei superior na abertura com peão isolado do tales, mas não aproveitei e no meio de jogo conseguiu igualar. Aparentemente empatado, num erro fatal ao tirar a torre da 7º, acabei deixando escapar a vitoria, já que tales estava apurado com 2min no relógio.


Na 4º rodada, enfrentei o jogador sem rating, Roberto Silva. O novato na casa amarela, estava bem, pois até a 3º rodada tinha 2,5. A nossa partida foi boa e levei bastante ataque e olha que o adversário estava de pretas, mas aos poucos consegui reverter o ataque e aplicar uma cravatura no cavalo, que posteriormente acabei ganhando limpinho. Daí para frente foram trocas de peças até o final, mas mesmo assim, Silva estava ameaçando golpes táticos com intuito no mate do corredor, o único problema é que ele estava enfrentando também um jogador tático e logo consegui ver os ataques e arrematar de uma vez por toda a partida.


Na última rodada, enfrentei o campeão do grupo B de 2007, Paulo César. Vulgo conhecido como PC, do ano passado pra cá, ele vem ganhando vários torneios e prêmios de destaques ganhando de adversários fortes. Para confirmar o pódio, resolvi pedir empate antes de jogar para deixar para os milésimos (critérios de desempate), pois iríamos ficar com a mesma pontuação de 3,5/5, pois era certo que um dos dois iria ficar em 2º e 3º. Mas deixamos escapar um detalhe, tinha outro jogador que podia chegar aos 4/5 e não deu outra, o jogador Luis Gianetti ficou com o 2º lugar. E infelizmente para PC e felizmente para mim, acabei ficando com 3º lugar (to com peso na consciência, sorry PC).

Em resumo



Fiz 3,5/5 ficando em 3º/17º e ganhando um pontinho no rating, que agora estará com 1911.

Classificação Final - >
Clique aqui<

segunda-feira, 23 de março de 2009

2º Etapa Granprix CAP


Olá amigos,

Voltando a participar das atividades no Clube Paulistano (CAP), como sabem fui vice-campeão em 2008 e desta vez pretendo ser campeão (ver crônica CAP 2008) . Mas comecei com o pé esquerdo, pois já havia acontecido a 1º etapa sendo a campeã, Andrea e o 2º colocado e atual campeão CAP, Bernardo Vizzoto.

Visita do amigo amazonense


No sábado, recebi uma ligação com o prefixo (92) e já sabia que era de Manaus, mas desconhecia o numero e quando atendi, descobri que era o amigo e jogador amazonense, Levy Salviano, que estava a passeio em SP com a família.

É claro que o convidei para conhecer um dos clubes mais tradicional de SP e sede do GM Giovanni Vescovi.

Dados do torneio

Local: CAP
Data: 21/03/09
Horário: 14:30
Ritmo: 20min
Rodadas: 5
Árbitro e organizador: Norma Adília

O torneio

Como a classificação fica somente no PC e não é publicado na internet, devido o evento fechado para somente sócios e convidados, fica difícil narra rodada a rodada. Enfim, farei um pequeno resumo.



Vizzoto VS Fahkouri


Sendo o Top 2 do torneio, acabei jogando mal e fiquei em 6º com 3/5, perdendo para o atual campeão do CAP, Bernardo Vizotto e um convidado médico da USP, Marcelo. Mas o que salvou foi à grande o desempenho do amigo e 3º colocado na classificação geral de 2008, Jorge Fahkouri que veio com tudo e venceu o torneio invicto com 5/5, vencendo também Vizzoto.



Levy VS “JP” Oba


Parabéns também para meu amigo Levy que ficou injustamente em 3º colocado, devido ter perdido nos milésimos para o Bernardo e detalhe, estava ganho contra Jorge na penúltima rodada, mas perdeu no tempo. É uma pena que no CAP, a premiação é somente no final das etapas, se não Levy teria levado um troféu de SP para o AM.

Destaque


Os torneios no CAP são sempre bons devidos o nível não ser tão forte (assim tem chance para os capivaras como eu ganhar alguma coisa) e também por não ser também tão fraco e, além disso, tem jogadores de tudo que é jeito como podem ver acima o confronto de “gerações”.

segunda-feira, 16 de março de 2009

Torneio “Israel, vice-campeão olímpico” – Macabi


Olá amigos, em mais uma jornada de torneio a fora no circuito paulista, fui participar no Clube Macabi (Av. Angélica), dirigido pelo amigo e personalidade do xadrez paulista, Milton Matone.

Espaço Aberto

Aproveitando o espaço, indico a visitarem divulgo o excelente acervo de vídeos de xadrez publicados pelo nosso amigo Matone no youtube. http://www.youtube.com/user/Milton1944

A história do título do torneio


Na parte enxadrística Israel é uma potência mundial, atualmente 2º. No ranking da FIDE, pois possui 6.000.000 de habitantes e 31 GM’s, 26 MI’s, 21 Mestres FIDE, 3 WGM’s, 2 WMI e alguns deles nos visitaram nos últimos anos, como o GM Victor Mikhalevski, vencedor da Copa Itaú – 2002, GM Alon Greenfeld que empatou um match com nosso patrono GM Mequinho em Passo Fundo-RS em 2008 e MI Alex Rabinovitch , campeão pela Hebraica no Interclubes de 2007.

* Texto tirado do folder da liga de xadrez.

Dados do torneio


Local: Clube Macabi, Av. Angélica 634.
Data: 15/03/09
Horário: às 14h
Ritmo: 20 min
Rodadas: 6
Participantes: 70
Árbitro: Sérgio Melo
Organizador: Milton Matone

O Torneio


Na 1º rodada não podia ser mais emocionante ao público e ao herói também do blog, enfrentei o Mestre Internacional e atual campeão brasileiro, André Diamant (2472). Pensei que seria massacrado na abertura, mas o Diamant teve piedade e jogamos uma partida tranqüila com final de torre e alguns peões a mais para ele (só 3 bem passadinhos). No final até tentei assustar, dando um carrapato como podem ver abaixo:




* Carrapato = No xadrez, quando o rei se encontra afogado (imobilizado) e somente uma peça pode se mexer, sendo que se ao tomá-la acarretara num afogamento no Rei e assim empatando a partida.

Seqüência

1. Txb2, e2+
2. Txe2, Tb1+
3. Te1, TxT++ ou fxT = Promoção de dama e Mate!


Na 2º e 3º, acabei “atropelando os meus adversários” Duilio Tapuira (1800) e Antônio Vallejos (1957), destaque para o último citado e quem não lembra do mate phillidor no Borba Gato?



Na 4º rodada, mais um mestre pela frente, WMF Suzana Chang (2060). Joguei uma partida digna e honrada de um capivara, levando até o final mesmo tendo perdido uma qualidade no meio de jogo, detalhe que a Mestre ficou com 30 segs. no relógio.


Na 5º rodada, enfrentei o clássico em torneio do Sesc Interlagos, Albano Agostinho (1849). Jogamos uma partida rápida de troca de peças e chegamos numa posição de torres dobradas na coluna e dama, ambos tentando tomar um peão do centro. Dei uma olhada rápida e como as nossas forças são equilibradas, sendo que estou um pouquinho melhor no Score, ofereci empate e ele aceitou. A estratégia era pegar alguém mais fraco na última rodada e fazer 3,5/6, a fim de ganhar a categoria sub-1800 (melhor capivara).


Na última rodada, tive o azar de ser emparceirado com o forte jogador de Jundiaí, Eduardo Marques (2073). O detalhe que o carinha começou bem no torneio, empatando com simplesmente o campeão brasileiro, André Diamant. Mas não sei o que aconteceu, pois Eduardo com 2,5/5 caiu justamente comigo que também estava com a mesma pontuação. Fiquei tão irado que fui para cima que nem louco, mas não teve jeito, acabei ficando abaixo dos 50% de desempenho no torneio e ia embora a medalhinha de melhor sub-1800.

Em resumo,

O torneio teve a presença de 4 MI´s, 3 MF´s e fiz 2,5/6 com média de rating 2035 dos jogadores que enfrentei, sendo que enfrentei 1 MI e 1 WMF. Detalhe o meu pequeno rating liga é de 1794, fiquei em 43º de 70 participantes.

Classificação final e fotos >
Liga de xadrez > Borba Gato

quinta-feira, 12 de março de 2009

Interclubes 2009 – AAS São José Guairá


Bem amigos da rede enxadrística, o blog moglichess orgulhosamente apresenta à crônica: Interclubes 2009.

A regra e a exceção

Todo jogador paulista sabe que o maior e mais tradicional torneio entre equipe é o Interclubes promovido pela federação paulista de xadrez.

Infelizmente devido a uma regra imposta pela FPX, que o jogador deve jogar pelo mesmo clube no interclube e nos jogos regionais, vem caindo a cada ano a quantidade de participantes e a qualidade também, se lembrarmos que alguns anos atrás tinha GM´s jogando. Lembrando que vários jogadores profissionais ganham bolsas das cidades que representam.

Concordo em parte com a regra, pois pelo menos o jogador respeita a cidade que defende nos jogos regionais e assim cria uma identidade nos clubes. Mas a regra deveria ter uma exceção:

1. Jogos regionais são disputados por município de SP, exceto a capital.
2. Existem vários clubes filiados a FPX na capital paulista.
3. Logo o jogador poderia jogar num clube paulista no interclube e assim não iria prejudicar a cidade paulistana que representa

Retrospectiva

Como é de conhecimento de todos, após 3 anos de participação em algum evento deste porte, costumo fazer uma comparação de desempenho do clube, equipes e individual do torneio.

2007 - AAS Splash Surf & Chess "A" – 18 pontos – 7º lugar
No 4º tabuleiro, fiz 0/2 perdendo para Tais Julião (2048) e Cassius Alexandre (2060).

2008 – AAS São José Guairá “A” – 18 pontos – 4º lugar
No 4º tabuleiro, fiz 2,5/4 perdendo apenas para Sérgio Freitas (2022).

2009 - ???

Dados do evento

Local e data: 4 rodadas (28/02 e 01/03) na Hebraica, as 3 restantes em Pinheiros (7 e 8/03)
Ritmo: 1h20min
Categorias: A B e C
Organização: FPX
Inscritos: 501 (Equipes: 8 na A, 37 B e 30 na C, 75 equipes no geral)

A união faz a força: AAS, Guairá e CDR São José



Bem, analisando a relação de inscritos, olha isso:

- 28 jogadores na C, sendo 4 equipes
- 45 jogadores na B, sendo 7 equipes

Total: 73 jogadores em 11 equipes disputando no interclubes 2009.

Perdemos o troféu de maior delegação apenas para o clube Kolping.

O Torneio


Na 1º rodada, enfrentamos a equipe Sabin-Med USP. Equipe treinada pelo MI Cícero Braga, obtemos razoável facilidade em vencer o match de 3,5 a 0,5, sendo o empate do nosso 4º tabuleiro, Vanessa Oliani que junto com o seu adversário tinham 16 peões no final! Mais um detalhe, derrubei a seta do aspirante a médico.


Na 2º rodada, enfrentamos mais uma equipe de médicos, Paulistano UNIFESP B que também era treinada por um mestre internacional, Pelikian. Agora com uma equipe mista (homens e mulheres), vencemos também com razoável facilidade de 4 a 0. Essa tive a sorte de aplicar táticos múltiplos no amigo médico, que no começo me mostrou como é fácil acabar com o problema de anotar o nome do adversário, basta pegar a planilha e escrever você mesmo com o nome complicado, simples e eficiente.


Na 3º rodada, pela manhã de domingo, eu e o André descansamos para assistir o auto-esporte da globo. Agora uma equipe mais “feminina” (desculpe Fabrício), enfrentava a equipe infantil, Primeiro de Maio B – Cate. Provavelmente também treinada por mestre, conseguimos mais um 4 a 0. O mais incrível era que aparentemente nós éramos a equipe mais fraca do AAS e estavam após a 3º rodada, liderando a categoria C!


Na 4º rodada e última do final de semana do clube Hebraica, o confronto foi inevitável contra a equipe favorita ao titulo do torneio, AAS São José Guairá J. Ambas as equipes estavam invictas, sendo que a nossa equipe havia perdido somente 0,5 pontos. Achava que seria um “empate” amistoso entre clube como foi ano passado, mas como era muito cedo e muitas equipes tinham chances de atrapalhar a conquista do AAS na C, resolvemos jogar até sair sangue! Todos os jogadores lutaram bravamente até o final, André não resistiu à terrível força fora do comum, do nosso mais forte jogador da C, Tekinho. Vanessa também acabou cedendo o ponto ao Japinha, que estava jogando muito xadrez no torneio. Restou apenas para Fabrício e eu salvar a dignidade da nossa equipe e do próprio Aas, afinal o AAS NUNCA LEVOU DE 4 A 0 NA CATEGORIA C. A minha partida estava completamente empatada, sendo que “crebinho” mostrava claramente que queria empatar, mas não podia devido o Fabrício não estar muito bem. Depois de vários e vários lances, aconteceu o inacreditável, Fabrício venceu o amigo Jorge Fakhouri e eu fiquei perdido, mas há sempre uma escapatória para um enrolão! Como podem ver no vídeo abaixo, fui obrigado a usar artimanhas ocultas. Perdemos de 2,5 a 1,5.


video



Na terça passada (03/03), infelizmente peguei uma gripe fundida com dengue (só pode ser até hoje não me curei direito) e fiquei 4 dias na cama para ver se melhorava no próximo sábado, pois tinha que jogar de qualquer jeito a 5º e 6º rodada, pois Fabrício e Vanessa não poderiam vim.

Na 5º rodada, estávamos em 3º lugar na classificação geral e os desempenhos individuais eram ótimos como podem ver:

1º Tabuleiro – André Fernandes - 2/3
2º Tabuleiro – Reinier Freitas - 2,5/3
3º Tabuleiro – Fabrício Sartori – 3/3
4º Tabuleiro – Laís Pimentel – 2/2
5º Tabuleiro – Junia Andrade – 2/2
6º Tabuleiro – Vanessa Oliani – 1,5/3





Jogamos contra a equipe CXS C (santos), para evitar erros devido à gripe, joguei uma partida tranqüila com o 2º tabuleiro Marcelo Miguel que aceitou depois de 40 lances, peças iguais e posição também o meu pedido de empate. Andre também ofereceu empate, devido ainda estar meio zonzo da derrota contra o Tekinho. Por isso a foto acima, só tem as meninas que lutaram e lutaram, mas não resistiram à garotada decoreba. Perdemos de 3 a 1.


Na penúltima rodada, enfrentamos a equipe Kolping Alekine. Ainda meio zonzo da gripe “dengária”, enfim enfrentava um jogador duro de roer com 2100 de FPX, Biazi Bayer. Não resistir os “ferimentos” da abertura mal jogada por mim e acabei conhecendo a minha 1º derrota em véspera de terminar o torneio. André mesmo com o fone de ouvido, para concentrar somente na partida, também acabou derrotado. Restam apenas para as bravas jogadoras de Guairá, Laís e Junia para salvar a equipe e ainda podemos sonhar com o pódio. As meninas lutaram e venceram suas partidas suadas e o match empatou.


Ultima e decisiva rodada, enfrentamos novamente o clube do Kolping, mas agora era “B” que não tinha nada de “B”, pois era a equipe do João Batista (2116) e Marcos Willian, jogadores do clube Borba Gato. Um pouco melhor da gripe e com a volta do invicto Fabrício, tínhamos que fazer 3 a 1, para ficar em 3º lugar. Pensei consigo mesmo - “Vou subir para o 1º tabuleiro para o sacrifício, enquanto o Fabrício, Laís e Junia ganham suas partidas”, pedi para o grande André descansar afinal, estava com apenas 50% de desempenho e não queria que ele ficasse no negativo, enquanto eu ainda estava com score positivo de 3/5. A briga foi boa em todos os tabuleiros, a Junia ficou logo superior na abertura, Laís estava pouco inferior, mas dava para lutar e Fabrício estava ganho com qualidade a mais do Marcos. A minha partida foi dura e demorada, até fiquei apurado com 1min no relógio, mas infelizmente não pude segurar mais a pressão que sofria desde a abertura por Batista. Novamente ficou de novo a decisão para as meninas, mas as duas estavam cansadas e a pressão era grande, pois até então elas nunca tiveram chances de ganhar uma medalha no interclubes. Afinal, prevaleceu a experiente de ambos os jogadores do Kolping B que conseguiram vencer suas partidas e assim a equipe ficou em 3º lugar merecido.

Destaques






1. Para a equipe campeã da categoria C, AAS São José J


2. Para o 3º lugar da equipe AAS São José “A” do amigo Catozzo e Cia.


3. Para o melhor 2º tabuleiro da C, Rafael “Oreiá” Favarin que fez 6/6, mostrando que alem de ser um bom escritor é também um grande jogador. Isso me dá esperança...



4. Para o melhor 2º tabuleiro da B e que ganhou do MI Segal, Bruno Cavam com 6/7


5. Para o melhor 3º tabuleiro da C, nossa equipe AAS São José Guairá F, Fabrício Sartori com 4/4

Aconselho para maiores detalhes e visão geral do AAS que entre no blog do meu amigo guairense, Rafael Oreiá
www.cxguaira.blogspot.com

Classificação Geral >
Categoria B < > Categoria C <

quarta-feira, 11 de março de 2009

I Torneio interno pensado – CDR São José



Olá amigos, no mais tardar atualizo o blog em mais um evento de diferente estilo (duplas, simultânea, match, dinâmico) agora pensado em ritmo de treinamento para o interclubes 2009.

Dados do evento

Local: CDR São José Ipiranga
Data: 27/01 a 24/02
Rodadas: 5
Ritmo: 1h20min KO
Diretor do depto: Christian Avgustopollos
Árbitro: José Roberto Otatti
Participantes: 22

Como meio atrasado devido a espera da premiação e fotos, peço desculpas desde já aos queridos leitores para resumir esta crônica. Mas em compensação irei caprichar na crônica dos resultados quentíssimos que ocorreram no interclubes 2009 que terminou no último final de semana.

Em resumo

O torneio tinha com intuito de promover as atividades 2009 no clube São José e ainda treinar nossos combatentes para o tradicional torneio entre equipes de São Paulo.

A meu desempenho foi razoável já que todos sabem que minha praia não é o bom e velho pensado, mas ainda sim pude fazer 4/5, ficando entre os 3º primeiros do clube. Assim a 1º medalhinha do blog saiu de 2009. Ganhei as duas últimas dos tops CDR, os amigos Grego (2189) e Nilson (2160), o ultimo pude descontar da derrota do torneio do xadrez de rua.

A partida




Eu VS Grego como testemunha Ottatico!

Consegui trazer o duro jogo posicional do Grego para o tático e deu no que deu!

Destaques
Carlúcio VS Fábricio

1. Para Fabricio Sartori, que ficou em 2º lugar com 4/5

Classificação final >Clique aqui<